quarta-feira, 13 de abril de 2016

As mentiras (petistas e coxinhas) mais insuportáveis da crise política

1 - A comparação entre o momento atual e a queda de Jango.

Os petistas têm feito essa comparação! Um desrespeito à memória de João Goulart, de Leonel Brizola e à inteligência de todo mundo. Não há semelhança quase nenhuma! Jango tinha um programa de esquerda, enquanto o PT já governou 14 anos como direita. Os bancos, companhias estrangeiras etc. estavam tendo prejuízo com Jango (mais porque queriam, é verdade), enquanto com o PT ganharam mais do que sob FHC. Os milicos estavam tentando tomar o poder na época. Tinham tentado com êxito relativo em 45, tentaram em 54, tentaram em 55, tentaram em 62 e por fim conseguiram em 64. Tinham um projeto, munições, unidade, muito respeito da nação, e como se vê, estavam treinando! Completamente o oposto de hoje.


Suponhamos, contudo, que a crise se agrave tanto que os milicos tentem tomar o poder. Ainda assim seria completamente diferente de 1964. Todos se lembram, Junho de 2013, que os jovens atacavam os militares que desfilavam dia 7 de Setembro! Em 1964 já houve resistência, as mortes já foram milhares e duraram mais de uma década. A esquerda então se limitava às grandes cidades, a intelectuais e sindicalistas. Hoje a internet fez existir esquerda até nos mais afastados buracos. Em outras palavras, uma ditadura militar de direita acabaria em uma tremenda guerra civil.

Claro que a direita acusava Jango de corrupto, mas sem um centésimo das evidências que se tem do PT, de forma que a comparação é desrespeitosa com Jango. Mas eis que agora surgiu uma semelhança, vergonhosa para Jango. João Goulart não fez quase nada! O presidencialismo tinha vencido e ele era presidente há um ano, e não tinha feito quase nada. Quando sua popularidade caiu ele fez o nefasto discurso em que prometeu uma reforma agrária muito mal planejada. Agora, com a popularidade mais baixa que já se viu, Dilma distribuiu umas terrinhas para o MST. Ao menos ela chegou a distribuir as terras, e de forma mais inteligente. A semelhança está em só entregar alguma coisa ao povo quando a situação já é insustentável.

2 - A comparação entre o atual momento e o impeachment de Collor.

Já os coxinhas querem comparar o impeachment de Dilma como o de Collor. Haja cara de pau! Collor não tinha nenhum apoio, foi abandonado por seus próprios eleitores. Praticamente ninguém o defendeu. Havia uma unidade nacional, massiçamente jovem, impondo a queda de Collor. A realidade atual é completamente diferente. O país está completamente dividido. As manifestações coxinhas têm a faixa etária de 48 anos!?!? Em outras palavras, a juventude, ingrediente essencial da política, não está presente.

Ademais, a linha sucessória era muito mais aceitável.

3 - Que o governo petista é o mais corrupto que já existiu.

4 - Que o governo tucano foi o mais corrupto que já existiu.

É asqueroso ouvir qualquer dessas duas mentiras de gente que vive no país do PMDB. Essas pessoas são autistas? Perderam a memória? São abobalhadas? Ou o problema é de caráter? Eu, que já apoiei e me aliei com PMDB, sou incapaz de repetir qualquer das duas mentiras acima. Até por ser grande, estar espalhado por todos os municípios, sempre, durante toda a sexta república, ter a maioria das prefeituras, governos, deputados, é o campeão de casos de corrupção. O PMDB governou sob o PSDB e sob o PT, ganhou mais que os dois juntos, e deixou o ônus para eles.

Claro que existe outra força mais corrupta, que de tão corrupta não consegue manter o mesmo nome de partido por muito tempo. Todos se lembram da Arena, do PDS, que virou PFL, depois DEM, e daí vários partidinhos corruptos. Isso é um partido sem nome, de extrema direita, e corrupto até a medula.

Ademais, corrupção se mede em porcentagem, não em reais. Um prefeito da roça pode roubar muito menos em dinheiro e prejudicar muito mais seu município do que um prefeito de uma cidade grande que roube mais que ele em dinheiro, mas uma porcentagem ínfima do total “roubável”. E como se sabe temos políticos que roubam é 100% do que podem roubar.

5 - Que o Bolsa Família é o maior programa social do mundo

O Bolsa Família atinge 20 milhões de famílias, dando 36 reais por filho, o que não chega para alimentar essa criança nem meio mês. Os EUA distribuem tickets alimentação para mais de 40 milhões de pessoas, com os quais a pessoa come o mês inteiro.

Na verdade nenhum dos dois deve ser considerado sequer um programa social (embora devam ser mantidos e ampliados). Distribuir esmolas não é programa social.

6 - Que o Bolsa Família gera vagabundos e explica vitórias eleitorais do governo

Mesmo se o IBGE já não tivesse mostrado o contrário, é óbvio para qualquer ser pensante e honesto que uma pessoa não se tornará vagabunda por 36 reais (alguns mendigos ganham mais de 50 reais por dia). A mentira de que mulheres engravidam para ganhar esses 36 reais também é ridícula, pois com isso ela não compra nem o leite.

Dizer que as pessoas estão votando por esses 36 reais é hipocrisia! Vindo exatamente dos eleitores que votam em candidatos que distribuem dinheiro!?!? Um voto custa muito mais caro no Brasil. Esses eleitores do Bolsa Família recebem muito mais que esses 36 reais em toda eleição.
Portanto, essas afirmações mostram deficiência de fazer contas, e inocência sobre o país em que se vive, para não dizer que são desonestidade intelectual.

7 - Que “a democracia” está em perigo por conta de um golpe de direita

Que democracia? Golpe com que tropas? (Veja a mentira número 1) Para que a direita vai derrubar um governo de direita? É uma direita sem capitalistas? Para que os capitalistas vão derrubar um regime onde estão ganhando rios de dinheiro? E quem vai conter a juventude de Junho no caso de um governo que faça mais idiotices do que esse?

8 - Que “a democracia” está em perigo por conta de um golpe comunista.

Que democracia? Golpe com que tropas? O MST e suas foices?

Mas o pior dessa mentira é que supõe que um partido que governa de forma capitalista e corrupta há 14 anos fará uma revolução e ainda por cima comunista!

A possibilidade de revolução socialista era mentira em 1964 e é mentira hoje. Em nenhum dos dois momentos o proletariado brasileiro chegou nem perto de ter essa força. Hoje, o proletariado está mais desorganizado e despolitizado que em 1964, porque há 30 anos o PT desorganiza e despolitiza os trabalhadores.

O Brasil não tem um grande jornal comunista. Não tem um grande jornal socialista sequer. Uma resistência a um golpe de direita, hoje, seria maior, espontaneamente, mas não há nenhuma organização capaz de fazer avançar uma Revolução.

9 - Que o PT é comunista

Nunca foi! Nasceu falando mal dos comunistas e roubando seus símbolos. Claro, coxinhas são incapazes de entender isso, pois para um coxinha até o Papa Francisco é comunista. Aliás, coisa velha, já no Manifesto Comunista de 1848 Marx diz que em todo canto uns adversários chamam aos outros de comunistas (é coxinha, o termo “comunismo” já existia antes de Marx).

De fato, para um coxinha, comunismo é igualitarismo. Dá para notar nas piadas, nas frases que acham que são de efeito contra o comunismo, até em textos tidos como sérios. Faz parte da incapacidade cognitiva dos capitalistas não conseguirem ir além dessa definição caricatural de comunismo. Assim, o cristianismo que existiu nos tempos de Cristo, para um coxinha, seria comunismo. Por isso acham que o Bolsa Família, uma esmola, é comunismo. Se comunismo e cristianismo fossem a mesma coisa, realmente dar esmolas seria comunismo!

Contudo, assim como o Papa, o Pt não é comunista, pois o que se chama comunismo hoje é exclusivamente o marxismo, e o marxismo despreza o igualitarismo, a caridade, as reforminhas de estilo petista, assim como as ilusões democráticas tão amadas pelos petistas.

Afirmar que o Pt é comunista, ou marxista, é dar provas de ignorância sobre esses assuntos.

10 - Que Aécio e outros tucanos são fascistas

Eis o similar petista da mentira de que o Pt é comunista. Aécio pode ser neo-liberal, portanto traidor da pátria, inimigo dos direitos dos trabalhadores, privatista, bater em mulher, ter perseguido jornalistas durante seu governo em Minas e é acusado dos mais variados crimes, contudo isso não é fascismo.

Nem tudo que é direita é fascismo. O fascismo é uma excrescência que se forma em torno do anti-comunismo e aglutina tudo de pior que existe em uma sociedade. Muitos eleitores de Aécio são fascistas, mas Aécio, não. Ele gosta de votos, de eleições, e o fascismo se pudesse arrastaria o mundo de volta para o Antigo Regime. Aécio e outros tucanos, assim como os petistas, são só políticos carreiristas, burocratas. Ele não tem nem o carisma, nem a coragem, nem a loucura suficiente para ser um líder fascista. Por outro lado, os fascistas acabariam com os políticos da laia dele logo que tivessem se livrado dos comunistas e dos socialdemocratas, porque até Aécio é avançado demais para os fascistas.

11 - Que um governo Temer conseguirá fazer um monte de coisas contra o povo

12 - Que um governo Temer terá estabilidade.

Quem consegue ferrar o povo é o Pt, que divide os movimentos sociais. Nesses 14 anos, cada vez que surge uma greve do setor público (onde ocorrem as maiores greves) a parte petista dos trabalhadores faz tudo para amaciar o movimento. O governo petista faz tudo de ruim para o povo, e é defendido nas ruas. Por pior que seja, o governo petista ainda divide o povo.

Se entrar Temer, ou Cunha, ou qualquer desses, todos os movimentos que estão represados explodirão. Ademais, a resistência a qualquer das medidas de direita, resistência que não acontece há 14 anos, voltará a acontecer.

Ademais, as denúncias de corrupção não vão sumir, estão todos muito sujos, e é claro que assim não haverá estabilidade política alguma. De fato, o regime de 1988 já não funciona mais, e essa é a verdadeira crise.

13 - Que os coxinhas foram às ruas contra a corrupção

Se fosse assim não sairiam das ruas, muito menos marchariam lado a lado com corruptos, nem defenderiam abertamente Eduardo Cunha e outros corruptos, para não falar que não seriam eleitores dos ladrões de quem são eleitores (e sabem disso). Se estivessem contra a corrupção pediriam a prisão de todos os que são e foram políticos nos últimos 20 anos.

Diversos motivos levaram pessoas aos coxinhaços. Não suportar mais o Pt, por exemplo. Há os que foram porque não aceitaram perder em 2014. Há os que foram porque estão com medo do comunismo. Há os malucos que foram para nos fazer rir...

Contudo, por parte dos chefes, cada dia fica mais claro (porque eles confessam) que querem é manter a corrupção usando somente Dilma e o Barba como bodes expiatórios. Eles confessam quando dizem que precisam tirar Dilma para “estabilizar” o país. Se estão todos investigados e com medo, o que chamam de “estabilizar” é conter os escândalos e as investigações. Uma ilusão idiota! Estamos no tempo da internet, o Brasil deixou de ser o país do futebol, e se a corrupção não “acabar” por bem vai acabar acabando à maneira jacobina.

14 – Que os petistas foram às ruas em defesa da democracia

Mesmo que esse regime que temos fosse uma democracia, os petistas foram às ruas em defesa de seus chefes ladrões, e só. O Pt está no governo há 14 anos, e não ampliou a democracia em nada. Não fortaleceu os Sindicatos, não liberou rádios para universidades e sindicatos, não acabou com o voto obrigatório, não mudou o sistema eleitoral. Pelo contrário tomou e tentou tomar medidas anti-democráticas, como a Lei Antiterrorismo (que é uma lei de banalização do terrorismo para reprimir os movimentos sociais) e a tentativa de criar um conselho censor.

Chamar o povo às ruas supostamente para defender a democracia é um crime duplo – é chamar isso que temos de democracia, defendendo um regime assassino, anti-democrático e completamente ineficiente, e isso para defender corruptos.

15 - Que se Dilma sair a crise econômica acabará

16 - Que as investigações e a histeria da direita estão gerando a crise econômica

Trata-se da mesma mentira em sua versão coxinha e petista.

Existe uma crise mundial desde 2008, que agora em 2016 está se agravando. A queda de Dilma ou o fim das investigações obviamente não cheiram nem fedem para essa crise mundial.

Verdade que no caso brasileiro nossos problemas econômicos são muito mais domésticos que mundiais. Por exemplo, toda a inflação de 2015, que foi de 11%, pode ser atribuída aos aumentos nos preços do combustível e da energia, ou seja, ao governo. Se inflação faz perder votos, porque o governo fez isso? Primeiro porque era o primeiro ano de mandato, o mais distante das eleições, e segundo porque o país, antes mesmo da seca, já estava no limite de sua capacidade de fornecer energia e mais infraestrutura. Como a saída de Dilma ou fim das investigações podem modificar esse cenário? Acaso brotarão hidroelétricas? Brotarão portos? As estradas se duplicarão sozinhas? Surgirão ferrovias? Os ladrões que ganham como acionistas das empresas que fornecem energia e combustível deixaram de ganhar?

Obviamente, o modelo liberalóide fracassou. Há 30 anos se espera o país crescer por obra da iniciativa privada, mas a iniciativa privada se mostrou incapaz e corrupta. Dilma saindo ou ficando, há um fanatismo liberal dominando essa geração de políticos, e portanto a crise não terá solução enquanto o regime político garantir o domínio dos fanáticos liberais.

Aliás, todos se lembram de que havia otimismo durante o governo Lula, e que segundo governo e imprensa a economia passava uma boa fase. Ou seja, mesmo as boas fases, agora, são umas porcarias.

17 - Que a corrupção na Petrobrás é responsável pela crise econômica

Ridículo! Primeiro, leia a resposta às mentiras 15 e 16. Depois, mesmo que a Petrobrás fosse dez vezes maior, e mesmo que essa empresa estivesse em uma crise séria, não seria o suficiente para gerar uma crise econômica.

18 - Que o governo petista destruiu a Petrobrás

Que baboseira! A Petrobrás cresceu nesses últimos 14 anos. Não está quebrada. Não está com graves problemas. Tem dívidas, claro, como toda grande empresa. O momento é ruim, sobretudo devido à crise mundial que derrubou os preços do petróleo, mas não é nada demais. O governo poderia, se fosse governo, cobrir essas dívidas sem maiores esforços.

O problema de Petrobrás é ter ações na bolsa de valores, o que a torna somente uma empresa privada com maioria acionária do governo. Assim, precisou aumentar preços quando isso não era o melhor para a economia. Agora quer demitir e vender ativos, quando isso também não é do interesse nacional. O interesse nacional é que as ações da Petrobrás caiam de preço até o chão, e que o governo então as compre todas de volta.

19 - Que as investigações de corrupção prejudicam as empresas nacionais

Isso já é mais que uma mentira, é defesa aberta da corrupção! Primeiro vi esse nojento “raciocínio” na Globo News a respeito de Cuba e China, que estariam afastando investidores com suas políticas contra a corrupção. Agora os petistas imitam (como sempre) o mesmo raciocínio sujo.

Ou seja, querem que deixemos os corruptos em paz daqui por diante! Por esse estranho raciocínio, os ladrões se tornaram bons para a economia. Que as empresas paguem bola aos políticos não prejudicaria o país em nada. Raciocínio de ladrões, me desculpem a franqueza.

A corrupção é que ferra a economia. A empresa corrupta, menos eficiente, leva a eficiente a falência usando corrupção. Com os políticos em mãos as empresas corruptas não precisam cumprir seus compromissos, e as obras ficam paradas. As empresas corruptas assassinam pessoas e destroem o ambiente por irresponsabilidade, e nada acontece porque os políticos estão de rabo preso.

Corrupção é indefensável e um dos piores crimes que existem!

20 - Que Dilma está caindo por corrupção

O processo de impeachment atual é sobre questões administrativas. O governo teria gasto mais do que permitido pelo orçamento. Na verdade, nesse caso específico, o governo fez o que devia ter feito. Fez o certo, e por burrocratices e golpismo está sendo atacado por isso. O monetarismo, fé dos políticos dessa geração fracassada, é só um absurdo e qualquer governo de verdade que esse país vier a ter terá que romper com essa fé.

Não há denúncias suficientes de corrupção para depor Dilma no país em que se rouba merenda de crianças, e que meia tonelada de pasta base de cocaína é transportada no helicóptero de um senador e de um deputado, pego desembarcando a cocaína na fazenda do senador, com o piloto pago por uma Assembléia Legislativa e ninguém nem perde o mandato. O helicóptero ainda foi devolvido! Sim, nesse caso um crime abafa os outros, sim! Ou a lei existe para todos, ou ela simplesmente não existe!

Ela está em queda por uma série de fatores.

Primeiro, porque a sexta república entrou em sua crise, e isso vai desestabilizar todos os governos que tivermos até que tenhamos uma sétima república. Essa crise só podia começar depois do fracasso do governo petista, pois esse governo era a última esperança do povo no regime. Mas agora é o contrário, a crise política ganhou vida própria desde Junho de 2013, e ela gera crises governamentais.
Segundo, porque a economia vai mal e isso derrubou a popularidade dela. (Ver resposta às mentiras 15 e 16).

Terceiro, porque o sistema político fracassado atual é só para ricos. Um deputado não se elege gastando menos de 1 milhão de reais. Ademais, com a crise política foram os eleitores politizados que deixaram de votar, enquanto os políticos mais safados se elegem é com votos comprados, que até aumentam em determinada fase da decepção com o regime político. Assim, temos um Congresso completamente divorciado da sociedade, completamente corrupto, para não dizer que é ridículo e vergonhoso para a nação. Acuados por denúncias de corrupção e por uma população cada dia mais revoltada, esses políticos gagás, pelos seus discursos, pensam que podem abafar a crise se oferecerem um boi de piranha bem gordo, e estão tentando isso com Dilma.

Quarto, por diversos motivos dos mais mesquinhos. Um Aécio e cia que sabe que, sem máquina, e tendo sido derrotado em suas bases eleitorais, não será engolido pelo PSDB em 2018, e quer adiantar as eleições, e daí manter o clima eleitoral até hoje, em uma esperança que só pode ser chamada de golpista. Um Temer e cia que foram mordidos pela mosca verde. Um Cunha que está tentando fugir da cadeia e é bastante hábil para enredar todo um bando de deputados infantilizados em suas tramóias.

21 - Que Dilma e outros petistas são honestos e mártires

Gente honesta não promete que governará para os trabalhadores e governa para os ladrões. Gente honesta não usa símbolos socialistas e governa de forma capitalista. Gente honesta não faz política de toma cá dá lá. Gente honesta não mergulha no clientelismo, não recebe propinas, não faz caixa dois. Gente honesta não trai a pátria. Gente honesta não aumenta a exploração sobre os trabalhadores. Gente honesta não entrega as riquezas nacionais.

Dilma, Lula e cia podiam ter entrado para a história como heróis, mas entraram como um fracasso, uma promessa não cumprida, uma esperança desfeita, símbolos de enganação e vergonha.

22 - Que Lula precisa ser preso e não deveria ser ministro

A infantilidade dos coxinhas se revela como nunca nesse desejo vingativo e descontrolado de ver o Barba em cana. Se isso acontecer ele vira herói, ganha de volta a moral que está perdendo, resultando exatamente no contrário do que os coxinhas desejam. Basta dizer que ele pediu para ser algemado!

Não há nada errado no fato de Lula virar ministro. Errado é ele virar ministro para fugir da justiça! Porém, ele virar ministro é até bom, pois é o melhor caminho para ele se desmoralizar. Lula não faz mágica, não pode acabar com a crise, então é melhor que isso fique claro logo. Quando os coxinhas tentam impedir Lula de ser ministro estão sendo mais lulistas que qualquer petista.

23 - Que só petistas estão sendo presos

Tem um monte de gente que não é do Pt, e mesmo de vários outros partidos, em cana. Inclusive, é a primeira vez que grandes empresários corruptos vão presos nesse país. Claro que a justiça brasileira é partidarizada, e que diversos líderes de direita, mais sujos que pau de galinheiro, são blindados. Mas o critério não é ser ou não ser petista, mas o critério de sempre – qualquer um que tem o pedigree escravocrata é um protegido, e qualquer um que minimamente não se conte nessa laia (ou que desafine de seu coro) corre o risco de ser perseguido.

24 - Que as manifestações contra Dilma foram as maiores da história

As manifestações de Junho de 2013 foram as maiores da história do Brasil, e se acontecerem maiores já é uma revolução. Tanto petistas, quanto coxinhas, quanto as TVs abertas, igrejas e outras excrescências odeiam Junho, porque foram todos escorraçados. Querem esquecer Junho! Impossível! Junho de 2013 marcou uma fase na história do Brasil, o marco inicial da decadência da sexta república, iniciada em 1988.

Em comparação com Junho, as manifestações de 2015 pareciam procissões, ou no muito passeatas, foram ridículas. Somadas as petistas com as coxinhas não dão a metade de um dia de Junho!

24 - Que Lula é a maior liderança popular do Brasil

Fui obrigado a ouvir isso dos petistas! Haja puxassaquismo! Então o Barba, dedo duro da ditadura (ele não nega isso), sindicalista pelego, que ganha “presentes” de empreiteiras, que ferrou aposentados e trabalhadores, que manteve essa política econômica assassina e traidora da pátria, que privatizou, que afirmou que tem preguiça de ler, é a maior liderança popular do Brasil? Que blasfêmia! Que ofensa contra todo um povo! Então não tivemos Prestes? Nem Brizola? Getúlio Vargas? Antonio Conselheiro? Teófilo Ottoni? Os abolicionistas não foram líderes populares? Somos um povo de ladrões para nosso maior líder ser o Barba?

25 - Que as manifestações de 2015 representaram o povo brasileiro

Mentira. As passeatas de 2015 representaram o passado do povo brasileiro. As coxinhas com a média de idade de 48 anos, e as petistas com a média em 43 anos.

Já as manifestações de Junho de 2013, que explodiram contra a violência policial, contra todos os partidos, contra “a política”, enfrentando todo o aparato do Estado, essas sim, representaram o futuro, pois eram compostas sobretudo por jovens. Ademais, defendiam transformações, mudanças, defendiam, sem o saber, uma revolução política.

Já as passeatas cretinas de 2015 defendiam corruptos de duas associações de quadrilhas distintas.

26 - Que as cotas geraram avanços na questão do racismo

O racismo aumentou nesses últimos dez anos. As cotas aumentaram o número de negros nas universidades, mas isso não reduz o racismo. Só ciência pode reduzir o racismo, pois é necessário provar (o que é fácil) que raças não existem. A política de cotas, e toda uma grande parte do movimento negro, recuaram, aceitaram que existem raças, aceitaram a mentira dos escravocratas, em troca de um punhado de vagas nas universidades. O racismo só podia mesmo ter crescido!

A aceitação de que existem raças, ou seja, de que as pessoas são biologicamente diferentes, pressupõe que uma raça é mais inteligente, ou mais forte, etc. e leva a todas as consequencias nefastas daí provenientes.

Na realidade, as cotas serviram a uma minoria de negros, que já deviam ser os que teriam mais chances de entrar mesmo sem cotas, e contribuíram para aumentar o racismo que atinge o grosso da população negra que não ganha nada com as cotas. Pelo contrário, agora as sub-elites brasileiras poderão dizer, hipocritamente, que temos médicos e engenheiros negros, piorando a situação da massa do povo negro.

27 - Que as manifestações coxinhas não eram elitistas

Embora o IBGE diga que a maioria dos brasileiros é branca, eu vejo bem e sei que isso é mentira. As pessoas de cor são maioria (o IBGE não tem culpa, trata-se da metodologia da qual não é possível fugir). Além disso, e nesse ponto concordo com o IBGE, os brancos têm renda média superior aos negros. O grosso do proletariado brasileiro é de cor, e o grosso da burguesia e da pequena burguesia brasileiras são brancas. Uma herança histórica que o Pt não resolveu em nada. Portanto, quando uma passeata praticamente só tem brancos, no Brasil, essa passeata é elitizada. Já nas passeatas petistas destacavam-se as pessoas de cor. É necessário o pior tipo de cegueira para não ver isso.

28 - Que existe uma onda conservadora

Não, o que existe é uma reação conservadora desde Junho. Em um país em que as maiores manifestações (fora Junho) são as do movimento GLBT, não é muito sensato falar de onda conservadora. Pelo contrário, os conservadores estão em desespero e histeria porque notam que estão virando passado. Eles tentam, usando todos os seus recursos, barrar qualquer progresso. Viraram militantes desesperados. Sobretudo, voltaram-se contra a internet, que condenam, sabotam e tentam limitar por leis.

Junho os apavorou, porque notaram que toda a juventude detestava todo o regime político, a polícia, a imprensa, e nenhum cartaz de Junho defendia nenhuma bandeira da Globo. Um regime político pode sobreviver sendo eficiente mesmo que não dê sensação de democracia. Ou pode sobreviver sendo ineficiente se der ao povo a sensação de democracia, pois ai o povo assumo as culpas. Mas não pode sobreviver ao mesmo tempo sendo um fracasso e não convencendo o povo de que é uma democracia. O que ficou claro em Junho, pelos cartazes e atitudes, é que a massa do povo descobriu que não manda em nada! Ou seja, ficou claro que o pacto social de 1988 não se sustenta mais, e que teremos outro. Daí a histeria de vários setores, que querem garantir seus interesses. Como existe uma internet que permite a qualquer um, na mais isolada das roças, ler Marx e Lênin, a direita ficou apavorada.

O medo, porém, não é bom conselheiro, e a direita tomou atitudes idiotas (o melhor que podia fazer era se fingir de morta), que só aguçaram a luta de classes. Provocado pela burrice dos almofadinhas, sem Pt, e com internet, o proletariado brasileiro avançará mais rápido do que em qualquer fase anterior.

29 - Que é Lula que governa

Quem nos dera! Lula e Dilma governaram sob a mesma crença liberal, e monetarista, que diz que se deve conter gastos, pois o contrário geraria inflação. A diferença é que Dilma cumpriu isso, porque se acha responsável, séria, e porque ficou gagá ou foi comprada, porque não dá para acreditar que a mesma mulher que planejava ações geniais contra ditadura hoje acredite em monetarismo. Lula, politiqueiro, nunca conteve os gastos. Soltou dinheiro, e foi chamado de irresponsável por isso. Contudo, em uma economia de mercado, o governo precisa sempre aquecer a economia. O dinheiro tem que circular! Desde 2011, alegando déficit, Dilma tem segurado e segurado dinheiro, só para provar que o monetarismo é mesmo uma crença ridícula, pois apesar disso a inflação subiu.

30 - Que empresários são governantes mais eficientes

Somos governados por empresários nesses últimos 30 anos. Mesmo os políticos que não são empresários, são advogados de empresas, parentes de empresários, sócios de empresas etc. Como se nota, é um fracasso! Por que?
A lógica empresarial é infantil, simplória, pois tem um único objetivo, o lucro. Empresários, como é confesso em seus discursos, tentam aplicar a lógica empresarial ao Estado. Ou seja, tentam conter gastos, e aumentar receitas. Ora, não que isso não possa ser bom, mas não chega a ser política. Isso podia ser feito por técnicos concursados. A função do político é muito mais complexa.

A comparação do Estado com uma família, embora continue sendo infantil, já é mais rica que com uma empresa, pois ao menos uma família tem objetivos mais variados que uma empresa. Uma sociedade é bem mais complexa que uma família, está muito acima da capacidade de compreensão de um empresário.

31 - Que os médicos estrangeiros do Mais Médicos são ineficientes

Os médicos brasileiros cometeram suicídio político, e favoreceram o Pt, ao adotarem táticas bizarras contra os médicos estrangeiros. Como a maioria dos estrangeiros que vieram são cubanos, os médicos brasileiros ainda obrigaram a esquerda que faz oposição ao Pt a defender o estrangeiros, para defender Cuba.

Se os cubanos fossem assim tão ineficientes, a grande imprensa já teria se lambuzado contra o governo e contra Cuba. Só médicos brasileiros publicam as notícias falsas contra os cubanos!

Ademais, a histeria dos brasileiros foi desnecessária, porque trata-se somente de 10 mil médicos, um punhado, que nem concorrem com os médicos nacionais.

32 - Que ricos são governantes menos ladrões

Somos governados por ricos há 500 anos. São ladrões consumados, como todos sabemos. O Brasil prova em cada prefeitura que é mentira que quem já é rico não tem tanta vontade de roubar. Até pelo contrário, o fato do sujeito gostar de dinheiro é um sinal de que talvez não resista.

33 – Que a Constituição de 1988 é uma das melhores do mundo

A Constituição de 1988 fracassou. Ela não é boa, é bonita. O que os advogados gostam nela são os direitos, ou seja, os penduricalhos. O que realmente interessa em uma Constituição é o desenho do poder, ou seja, a divisão dos poderes, a forma como eles são compostos, como funcionam, como são limitados etc. A Constituição de 1988 leva à corrupção, pois dá aos poderes executivos a chave do cofre e a necessidade de terem maioria nos legislativos! Em outras palavras, essa Constituição corruptora incentiva todos os prefeitos, governadores e presidentes a corromperem o poder legislativo. Ela também cria um judiciário separado da nação, acima das leis, e em que um só magistrado pode soltar um corrupto. Ela dá aos legislativos o poder de aumentar seus próprios salários e outros privilégios. Ela permite que se consolide uma casta de políticos vitalícios. Em resumo, é a Carta dos Ladrões!

Ela agora está emperrada! Nenhum governo consegue mais governar, e um dos diversos motivos disso é ela. A máquina desenhada em 88 nem mais finge que funciona. O executivo tenta sobreviver, o legislativo virou um tribunal em que centenas de réus julgam uns aos outros na esperança de serem absolvidos, e o judiciário tenta fazer executar alguma lei.

A quadrilha petista e a quadrilha coxinha tentam salvar a constituição na qual sempre mamaram, mas o que conseguem é desmoralizá-la cada dia mais.

Acréscimo em 26 de Abril de 2016

34 - Que o Pt foi protagonista do Fora Collor

Essa mentira é, como várias acima, compartilhada por coxinhas e petistas. É perdoável que os coxinhas desconheçam essa parte vergonhosa, uma das mais vergonhosas, da história do Pt, porque coxinhas se caracterizam exatamente por não saber nem sobre os partidos que apoiam, quanto mais sobre os que combatem. Porém, por parte dos petistas mais velhos (maioria dos que sobraram) é omissão proposital, mentira a que se aferraram por não terem nem coragem de lembrar os fatos:

Se hoje existe um PSTU fora do Pt, é porque o Pt expulsou uma corrente chamada Convergência Socialista, exatamente em 1992. O motivo era que, contrariando as decisões do partido, a CS tinha passado a defender Fora Collor em seus jornais. O Pt só entrou na campanha quando ela já estava grande, já tinha tomado as ruas e a queda de Collor já era quase certa.

O motivo pelo qual o Pt não queria aceitar o Fora Collor, pasmem, é que previam que um dia poderiam ter a presidência e poderiam sofrer do mesmo remédio.

O partido que realmente esteve desde o início a frente do movimento foi o PCdoB, na época comunista.

35 - Que a Globo derrubou Collor

Eis a mentira oposta, igualmente compartilhada tanto por petistas quanto por coxinhas. Na verdade o comportamento da Globo foi semelhante ao do Pt. Só entrou, mais ou menos, no movimento, quando ficou claro que Collor já era. Mas foi o último rato a abandonar o navio, diga-se de passagem. Quase todas as outras TVs, nenhuma de gente santa, já tinham abandonado Collor.

O contrário, porém, é certo. A Globo elegeu Collor, como elegia todo mundo antes que a internet a desmoralizasse.

Nenhum comentário: